Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
Calcular o valor da casa

Calcular o valor da sua casa: 7 critérios a ter em conta

13 Fevereiro 2018
0 comentários

Calcular o valor da casa, seja para a colocar à venda ou para ter uma estimativa do seu valor, nem sempre é fácil. A opção mais prática é contratar os serviços de um profissional imobiliário. No entanto, pode simular e calcular você mesmo o valor da sua casa! Isso permite-lhe ter uma ideia global do valor, o que pode ser útil em momentos de negociação de valores de venda ou compra.

Porque é que devo calcular o valor da casa?

Para além da situação clássica de venda, existem outras situações nas quais pode ser útil saber o valor aproximado da sua casa. Três exemplos práticos nos quais é muito útil ter esse valor em mente são: divórcios/partilhas de bens, compra de crédito ou situações fiscais como sucessões ou doações.

Como calcular o valor da casa: que critérios utilizar?

Para conseguir calcular o valor da sua casa de forma objetiva, deve pensar e olhá-la como um bem e afastar as questões sentimentais ou emocionais que tem em relação à casa. Se quer fazer esta estimação da casa para venda, deverá ter também em conta os valores praticados em outras casas similares da região.

Se procura vender a casa o mais rapidamente possível por um valor justo, deverá fixar um preço que não seja demasiado diferente dos praticados na região e não demasiado elevado, a não ser que haja características distintivas importantes em relação às outras casas.

Segue uma lista dos sete critérios principais que o vão ajudar a calcular o valor da casa de forma justa e objetiva.

1. Situação geográfica

A localização da casa é um dos critérios mais importantes que determinam o valor da mesma. Avalie a presença de transportes, de escolas, de segurança, de supermercados e de infraestruturas de lazer. Quanto mais perto a casa estiver destes locais, mais elevado será o seu valor.

2. Planeamento da região

Se a casa está próxima de uma autoestrada, ou numa zona na qual o comércio não é muito sustentável por causa do pouco movimento ou numa região onde não existem espaços verdes, isso afeta diretamente o preço da sua casa.

Por outro lado, se os planos de desenvolvimento da região envolverem construção de parques, de espaços verdes na proximidade e escolas, tal pode ser uma vantagem a enaltecer no momento de calcular o valor da casa. Pode consultar os planos de desenvolvimento da sua região na câmara ou junta de freguesia da sua zona.

3. Desempenho energético

O relatório energético, é algo necessário atualmente para vender uma casa. Esse relatório determina o balanço energético da casa, o que é muito importante não só na questão ambiental, como também económica.

Uma casa com uma melhor performance energética será uma casa com menores despesas a nível de eletricidade. Casas com desempenhos próximos do ‘A’ são casas com preços mais elevados e mais procuradas, pois vão permitir ter poupanças importantes a longo prazo.

4. Situação económica da região

Já se questionou porque é que algumas regiões ou bairros são mais procurados que outros? Uma das explicações é a situação económica. Um município com uma taxa de desemprego ou com comércios pouco ativos ou fechados, não ajuda à venda de imóveis. Em contrapartida, uma cidade cuja política é favorável ao estabelecimento de empresas, verá a sua procura imobiliária subir.

5. Despesas gerais e encargos

Se a sua casa estiver dentro de um condomínio, deverá ter esse aspeto em conta para calcular o valor da casa. Os encargos de condomínio implicam um pagamento mensal e regular por parte do habitante, aspeto a ter em conta no investimento inicial da casa.

6. Caraterísticas da casa

As caraterísticas da casa são provavelmente os critérios menos objetivos e mais difíceis de avaliar. Seja exaustivo na avaliação da sua casa e pense nas obras a prever, na situação geral da casa (pavimento, passeio na rua, telhados), na sua superfície total e habitável, nos arranjos que foram feitos recentemente, nos equipamentos e funcionalidades incluídas (garagem, jardim, piscina, elevador, terraço, varandas, etc) e também na sua orientação.

A orientação relativamente à luz do sol é muito importante, assim como a vista! Se tiver vista direta para outras casas ou prédios, isso pode desvalorizar um pouco o valor da sua casa. Tem uma casa com uma vista para um jardim ou para a praia? Isso é uma vantagem a enaltecer no momento de calcular o valor da casa!

7. Estado geral da casa

Um prédio antigo com uma fachada pouco cuidada e com fissuras visíveis pode desvalorizar a casa. Se for o caso, informe-se antecipadamente com o proprietário do edifício para saber se existem obras previstas em breve e tenha essa informação em conta no momento de avaliar a casa.

Conclusão

Conseguir calcular o valor da sua própria casa pode não ser fácil. Se pretende ter essa informação para si, seguindo estas sugestões terá uma ideia geral do valor aproximado da sua casa.

Para informações mais precisas, sobretudo relativas ao mercado imobiliário da sua região, pode sempre consultar um profissional imobiliário. Os profissionais têm acesso às listas de casas presentes no mercado. Essa informação é muito útil para comparar a sua propriedade com outras da região.

Fontes:

Saldo Positivo
Casa Dicas
Economias

Dica BLOGO:

Depois de calcular o valor da casa, precisa de a proteger! Para isso, lembre-se de subscrever um seguro Casa que protege não só o seu imóvel, como também o seu recheio. Em apenas três minutos, pode fazer uma simulação online e ver quanto pode poupar ao subscrever um seguro Casa com a LOGO.

Outros artigos que lhe poderão interessar

Seguro Vida