Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
evitar o plástico

7 dicas simples para reduzir o uso de plástico no seu dia-a-dia

19 Outubro 2017
0 comentários

Todos os anos, milhares de toneladas de embalagens de plástico são produzidas, colocadas à venda e em circulação. Uma parte desse plástico é reciclado, outra parte é incinerada e uma percentagem escapa a estes processos, acabando por poluir os oceanos ou os solos.

Esse plástico “perdido” é um dos maiores problemas ecológicos, visto que demora séculos a degradar-se. Contudo, parece quase impossível não utilizar plástico, visto que ele está presente em quase tudo à nossa volta.

Neste artigo damos-lhe algumas dicas e conselhos bem simples para reduzir o consumo de plástico no seu dia-a-dia.

Porque deve reduzir o uso de plástico?

Para além da consciência ecológica, a redução de uso e consumo de plástico é também uma questão de saúde. O plástico tem como base uma resina que deriva do petróleo, do carvão ou do gás. A esta resina são adicionadas substâncias químicas para oferecer elasticidade, cor e transparência.

Essas substâncias químicas têm efeitos nefastos na nossa saúde, como alterações hormonais ou o aumento de risco de doenças como diabetes ou hipertensão.

Dicas práticas para reduzir o plástico no dia-a-dia

1. Usar sacos reutilizáveis

Desde 2015 que em Portugal os sacos de plástico são pagos, sobretudo nos grandes supermercados. No entanto, o uso de sacos de plástico é ainda muito comum, sendo uma das principais causas de poluição do ambiente.

Tenha sempre consigo um saco reutilizável, de preferência em algodão biológico. Estes sacos são fáceis de dobrar e guardar em mochilas, no porta-luvas do carro ou até no bolso!

2. Usar garrafas reutilizáveis

Não compre garrafas de água de plástico. Em casa, pode beber água da torneira e usar um sistema de filtro de água, permitindo-lhe reduzir a compra de garrafas. No exterior, pode também adquirir uma garrafa reutilizável.

São cada vez mais as escolhas disponíveis no mercado de garrafas reutilizáveis. Umas permitem até guardar a bebida quente durante várias horas!

3. Privilegiar a compra a granel

Já são várias as opções de lojas e supermercados a granel, sobretudo nas grandes cidades. Estas lojas permitem-lhe não só poupar dinheiro, como também ajudar o ambiente!

Ao comprar a granel irá reduzir o desperdício alimentar, pois compra apenas a quantidade de comida e ingredientes que necessita. Muitas destas lojas permitem que leve os seus frascos para encher com os seus ingredientes favoritos, evitando o uso de qualquer tipo de sacos.

4. Compre brinquedos em cartão ou tecido

Na altura de comprar brinquedos às crianças, escolha brinquedos em cartão e tecido. Existem marcas que produzem e desenham brinquedos 100% recicláveis e feitos para respeitarem o ambiente e divertirem as crianças!

Dois exemplos são a Flatout Frankie, marca da Nova Zelândia, que produz brinquedos em cartão sem qualquer tipo de tóxico e a marca de peluches Pebble, marca galardoada pela rainha de Inglaterra pela sua vertente ecológica e sustentável.

5. No supermercado, compre ao balcão

Comprar queijo, fiambre ou charcutaria diretamente ao balcão ajuda-o a poupar dinheiro e o ambiente! Ir ao balcão da charcutaria em vez de comprar os produtos embalados permite-lhe evitar comprar demasiadas quantidades e reduz em muito o consumo e circulação de embalagens de plástico.

Conclusão

A redução de consumo de plástico deve ser uma preocupação de todos, visto que é uma causa direta para a morte de milhares de espécies animais e para a poluição dos oceanos. Aplicado de outras formas, o plástico é, no entanto, benéfico como é o caso do isolamento térmico (que reduz o consumo energético). Contudo, o seu uso no quotidiano pode ser reduzido para evitar os efeitos nefastos da sua circulação.

Fontes:

Plastval
Rebento – Brinquedos Pebble
Tua Saúde
Rebento – Brinquedos de Cartão

Dica BLOGO:

Para além da consciencialização do uso do plástico no dia-a-dia, lembre-se que a reciclagem é um dos aspetos mais importantes do quotidiano para reduzir o impacto no ambiente. Recicle e ensine os seus filhos a reciclar!

Outros artigos que lhe poderão interessar

Seguro Vida