Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar

O que fazer e como prevenir em caso de furacões ou tempestades

1 Novembro 2018
0 comentários

Com a recente passagem do furacão Leslie em Portugal, muitas foram as dúvidas que surgiram sobre como nos devemos preparar perante um cenário de furacões ou tempestades. Até porque este tipo de catástrofes não é habitual no nosso país e toda a prevenção é pouca.

Apesar da divulgação intensa do assunto nos meios de comunicação social e com os alertas da Protecção Civil, os estragos foram avultados e muitos foram os que revelaram não se sentir preparados para o furacão.

Como podemos, afinal, estar preparados para um furacão? Haverá forma de minimizar os estragos que a Natureza pode causar? Como podemos proteger os nossos Bens? Como podemos garantir a proteção da nossa Família?

Preparar a chegada de furacões

Portugal não é um habitual local de passagem de furacões. Talvez por isso não se verifique particular divulgação sobre o assunto, como em países como os EUA, onde os furacões tendem a ser frequentes na costa sudeste.

No entanto, é importante estarmos devidamente informados e precavidos para estas demonstrações de força da Natureza. Há alguns conselhos básicos que pode seguir ainda antes de sequer se ver confrontado com a possível passagem de um furacão.

medidas simples que fazem toda a diferença, como:

  • Assegurar que não tem objetos soltos no jardim e/ou varanda;
  • Confirmar que o seu carro tem combustível suficiente, pois o fornecimento do mesmo poder ser cortado durante e/ou depois da passagem do furacão;
  • Ter uma lanterna em casa, comida e água.

Como minimizar os efeitos

  • Nunca se coloque em risco, nem coloque em risco quem está à sua volta;
  • Permaneça dentro de casa, com todas as janelas e portas fechadas e, no caso de o furacão ser considerado como particularmente forte, considere também a hipótese de reforçar tanto as janelas, como as portas.

Como o furacão Leslie demonstrou, os dados materiais podem ser muito extensos. Se for mesmo uma necessidade inadiável, ao sair de casa:

  • Pratique uma condução muito defensiva e atenta;
  • Afaste-se das zonas costeiras;
  • Esteja atento a todas as informações disponibilizadas pela Proteção Civil e
  • Confirme, antes de sair de casa, que a bateria do telemóvel está no máximo ou a mais de metade.

Manter-se contactável durante o furacão é muito importante! Num caso extremo de necessidade de evacuação devido à intensidade do furacão, não hesite e cumpra as ordens das autoridades.

Após o passar do furacão é então hora de avaliar os estragos. E é aqui que poderá fazer toda a diferença ter um Seguro de Casa e Recheio, ativo e adequado a si.

Seguro Casa: a segurança de estar prevenido

Ter um Seguro de Imóvel e Recheio poderá minimizar muito o prejuízo financeiro que poderá advir da passagem de um furacão.

Esta é das melhores formas de prevenir o futuro. Afinal, fica assim com a segurança de saber, que na eventualidade de situações extremas como um furacão ou outros infortúnios, tem a possibilidade de ativar o Seguro.

Com a LOGO tem acesso a Seguros adequados a si, à sua Casa, às suas necessidades, sem burocracias desnecessárias e com rapidez no momento de activação. Garanta que tem um Seguro eficaz com todas as garantias do mercado, mas de forma simples e conveniente.

Não facilite e perante um cenário de furacão previna-se, proteja-se e salvaguarde a sua vida e a dos seus bens!

Fontes:

Observador
Diário de Notícias
Rádio Renascença
Proteção Civil e Bombeiros – Governo dos Açores
Seguros LOGO

Dica BLOGO:

Tente ter reservas alimentares e de água suficientes para cerca de 7 dias. Tenha em especial atenção se algum dos membros da Família tem necessidades especiais ou particulares. Por exemplo, se tiver um bebé necessita de ter fraldas suficientes para alguns dias.

Outros artigos que lhe poderão interessar