Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
gpl

Carro a gás de petróleo liquefeito (GPL), será que vale a pena?

11 Dezembro 2015
0 comentários

Analise as vantagens e desvantagens do GPL – uma alternativa à gasolina e ao gasóleo.

Embora já exista em Portugal desde os anos 70, o GPL ainda é algo relativamente desconhecido para a maioria dos condutores e raramente é considerado como uma alternativa válida. Em tempos de crise, porém, quando se fala em poupança automóvel, é bastante comum encontrar discussões sobre a possibilidade de este ser mais vantajoso em termos económico do que a gasolina e gasóleo.

Na prática, o processo de adaptação consiste na montagem do depósito GPL, introdução de novos tubos de combustível e injetores específicos, um comutador, um indicador de nível de GPL no depósito, válvulas e uma centralina própria. O período médio necessário para uma instalação é de dois dias, sendo que o custo varia de motor para motor (quantos mais cilindros, mais caro), mas na maior parte dos casos, onde os motores são de quatro cilindros com injeção multi-ponto, os valores rondam os 1.500,00 € tudo incluído.

Se está a ponderar converter o seu carro a gasolina para GPL, analise bem as suas vantagens e desvantagens.

Vantagens

  • Os carros a GPL são mais silenciosos e menos poluentes;
  • O preço na hora do abastecimento é bem mais barato, comparativamente à gasolina e ao gasóleo. Isto faz com que a conversão a GPL seja um bom investimento a médio prazo. A poupança média ronda os 50% por litro mas apenas a partir dos 19.000 quilómetros, momento a partir do qual se amortiza a totalidade do investimento;
  • Após a conversão, a maioria dos carros pode continuar a ser abastecida com gasolina, dispondo ainda de mais postos de abastecimento;
  • O GPL pode ser mais saudável para o motor, aumentando a durabilidade do mesmo, na medida em que tem menos impurezas em comparação com a gasolina;
  • O tempo de abastecimento é semelhante ao da gasolina. Dependendo da quantidade de combustível, poderá demorar entre 2 a 4 minutos a abastecer.

 

Desvantagens

  • São raras as marcas que oferecem modelos de carros originalmente concebidos para receber GPL. O investimento inicial da conversão é elevado. Além disso, a conversão só pode ser feita em carros a gasolina porque a conversão de carros a gasóleo é demasiado complexa e, por isso, cara;
  • Com um carro a GPL, o condutor fica proibido de circular em certos locais, como parques de estacionamento e alguns túneis, por perigo de explosão, ainda que nunca se tenha registado qualquer situação do género;
  • O custo de instalação do sistema é elevado e só pode ser feito por um técnico habilitado e certificado para o efeito, poderá consultar a listagem aqui;
  • Normalmente, devido ao tamanho da bilha de gás, os carros perdem algum espaço na bagageira, após a instalação do sistema de GPL;
  • A maioria dos carros perde um pouco da sua potência, quando convertidos a GPL. Isto acontece, essencialmente, porque se está a usar gás num carro inicialmente concebido para receber gasolina;
  • A manutenção de carros a GPL requer a presença de um técnico especialista, o que muitas vezes pode sair mais caro;
  • Nem todos os países têm o GPL como alternativa à gasolina e ao gasóleo. Isto poderá condicionar as suas idas ao estrangeiro;
  • Nem todos os postos de gasolina têm GPL. Por exemplo, em 2015 a Galp tinha apenas 70 postos de abastecimento com o serviço de combustível GPL. Ainda assim, em casos de emergência, os carros a GPL, normalmente, podem também receber gasolina;
  • A garantia do carro pode ser afetada pela conversão para GPL.

Outros artigos que lhe poderão interessar

Seguro Vida