Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
condução defensiva

Condução defensiva – conduzir durante o inverno

11 Outubro 2016
0 comentários

Com o início do outono chegam as chuvas e as condições climatéricas mais perigosas para a condução. Nas estradas, todo o cuidado é pouco e as primeiras chuvas tornam as estradas ainda mais escorregadias, devido à sujidade e aos óleos. Para evitar acidentes, tenha em conta alguns conselhos para uma condução defensiva:

1) O seu carro está preparado para o inverno?

Aproveite os dias ainda com sol para rever a segurança do seu carro, o estado e pressão dos pneus, travões e luzes. Experimente também as escovas dos limpa para-brisas e, caso não estejam em boas condições, substitua-as.

2) Siga as previsões meteorológicas

Em viagens, estude as previsões do tempo e as condições de visibilidade, no caso de se deparar com previsões bastante desfavoráveis, pondere adiar a viagem. Faça paragens frequentes para descansar.

3) Acenda as luzes

Em situações de visibilidade reduzida, acenda sempre os médios e, caso seja necessário, as luzes de nevoeiro. Não se esqueça que as luzes, além de servirem para ter melhor visibilidade , servem também para ser visto.

4) Atenção e foco

Com condições adversas a atenção deve ser redobrada. Além de ter de estar ainda mais atento à condução e ao percurso, deve também estar atento ao que se passa à sua frente. Lençóis de água, acidentes mal sinalizados ou a fraca visibilidade, são situações que, com a atenção redobrada, conseguimos reagir de forma mais atempada .

5) Modere a velocidade

A aderência do carro à estrada é substancialmente inferior quando o piso está molhado. Para evitar situações de perigo, o melhor comportamento é mesmo moderar a velocidade.

6) Distância de segurança

Pela mesma razão, deve aumentar a distância de segurança para com o carro da frente. É que, com o piso molhado, a distância de travagem necessária para imobilizar o seu carro aumenta bastante em relação a uma travagem em piso seco.

7) Travagens

Se tem seguido todas as indicações anteriores, não irá necessitar de recorrer a uma travagem brusca. Com o piso molhado o carro facilmente escorrega, podendo provocar o despiste. Quando se encontrar num lençol de água, ou mesmo a entrar num, evite travagens e acelerações. Reduzir a velocidade, desacelerando com a ajuda da caixa de velocidades (reduzindo as mudanças) é a melhor opção, bem como agarrar firmemente o volante para o carro não fugir.

8) Com gelo ou neve

Além de todos os conselhos dados anteriormente deve também colocar as correntes de neve no seu carro. Caso não tenha consigo as correntes e a situação não lhe parecer favorável, o melhor é não tentar seguir viagem e peça ajuda marcando o n.º 273 300 240 da Protecção Civil, ou 112 (número de emergência nacional).

Fontes:

Infraestruturas de Portugal
IMT – Instituto da Mobilidade e dos Transportes

Dica BLOGO:

  • Em caso de paragem forçada pelas condições climatéricas, faço-o em local seguro e sempre assinalando a sua presença, quer com sinais luminosos quer com o triângulo de sinalização, colocando-o a uma distância razoável do seu carro.

Outros artigos que lhe poderão interessar