Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
tendências-alimentares

Tendências alimentares em 2017: os alimentos que vão estar na moda

12 Janeiro 2017
0 comentários

Sabemos que a gastronomia norte americana não é das mais conceituadas. No entanto, foi no país do Tio Sam que a agência de consultoria alimentar Baum + Whiteman decidiu fazer um guia das tendências alimentares para o ano de 2017.

As tendências alimentares para este ano não passam só pela escolha de alimentos, ou pela descoberta de novos ingredientes. O ano de 2017 marcará uma mudança na forma de consumir os alimentos e até na forma como compramos e recebemos as refeições.

Segundo a Baum + Whiteman, irão aparecer mais restaurantes sem cadeiras e mesas e até os chamados “restaurantes sem restaurante”. Confuso?

Em 2017 vamos ver crescer a tendência de não ser preciso estar num restaurante para consumir os seus pratos: poderemos, com cada vez mais facilidade, receber as nossas refeições preferidas onde quisermos.
Os restaurantes passarão cada vez mais a funcionar única e exclusivamente online, não sendo precisos empregados, salas de refeições ou custos avultados com fornecedores.

Compras de supermercado na Internet: uma das tendências alimentares de 2017

As compras para a casa na Internet já se tornaram num hábito comum, com a maior parte das cadeias de supermercado portuguesas a aderir a este conceito. No ano de 2017, estima-se que o número de clientes deste tipo de compra continue a crescer, visto que os sites de e-commerce são cada vez mais personalizados e inteligentes.

Insetos? A tendência alimentar depois do peixe e dos vegetais

Já há vários anos que os consumidores têm trocado a carne vermelha por outras fontes de proteína como o frango, o peixe, os frutos secos e as leguminosas.

Este ano, estima-se que cresça o número de refeições à base de insetos como uma solução à necessidade e procura de proteína animal. Excelente fonte de proteína (duas vezes superior à carne), os insetos serão adicionados cada vez mais às refeições do quotidiano.

Transparência e saúde: os conceitos fundamentais da alimentação em 2017

A análise levada a cabo pela agência de consultoria alimentar mostra que os conceitos fundamentais para o consumidor, no que diz respeito à alimentação, serão a transparência e o lado saudável.

O consumidor quer, acima de tudo, saber o que está a comer, de onde vêm os produtos e como são produzidos. Os produtos biológicos continuarão a ser produzidos em maiores quantidades, sendo um nicho forte a apostar.

A preocupação com a saúde vai ser uma tendência que vai continuar em 2017, sendo que as refeições serão cada vez mais saudáveis, com mais legumes e mais equilibradas a nível calórico.

Fontes:

Baum+Whiteman

Dica BLOGO:

  • Para uma alimentação saudável, equilibrada e na qual consegue aproveitar todas as novas tendências alimentares, faça as suas refeições em casa: poupa dinheiro e sabe perfeitamente o que está a comer!

Outros artigos que lhe poderão interessar