Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
parto

Diferentes tipos de parto

13 Julho 2016
0 comentários

O parto é um momento único vivido pela mulher e deve, por isso, ser pensado e estudado com a ajuda da equipa médica que a segue. Muitas futuras mães conhecem apenas o parto normal e a cesariana, mas há outras opções. Conheça, enquanto casal, as diferentes formas mais e menos conhecidas:

Parto natural:

É o mais difundido, mas cada vez menos habitual em Portugal é, no entanto, considerado o mais seguro por parte da Organização Mundial de Saúde (OMS). A evolução da ciência permite já um maior conforto para a mulher, embora esta forma exija muito esforço. As contrações e a dilatação são essenciais para que ocorra este tipo de parto.

Cesariana:

Apesar de a OMS apenas indicá-la em casos específicos, os números, rapidamente, se equipararam aos do parto natural. Entre as razões para a escolha deste tipo está a possibilidade do planeamento do nascimento, a rapidez e o uso de anestesia que diminui as dores embora só seja indicado quando há indícios de possíveis problemas durante o parto. Neste caso faz-se um corte acima da zona pélvica por onde é retirado o bebé.

Parto na água:

Esta é uma solução que já conquistou muitas mulheres. É feito numa piscina específica e com água à temperatura do corpo. O relaxamento a que este ambiente induz bem como o conforto, reduzem a dor e o sofrimento da mãe. Por ser em ambiente aquático não traz qualquer tipo de problema ao bebé.

Parto de cócoras:

Baseado no estudo da anatomia humana, usa-se uma cadeira especial, onde a mulher se senta de cócoras, para expulsar o bebé, teoricamente com menos dores e de forma mais fácil até porque a gravidade ajuda também neste momento. Esta é uma forma mais natural e com cada vez mais adeptas.

Parto Leboyer:

É muito similar ao parto natural, mas num ambiente sereno. Aqui a ideia é fazer a transição do recém-nascido de uma forma o mais confortável possível. Por exemplo, o barulho é reduzido ao indispensável e até pode ser acompanhado por uma música tranquila, a luz é quase inexistente – somente a luz necessária aos médicos, o cordão umbilical só é cortado depois deste parar de pulsar, a palmada nas costas é substituída por uma massagem para estimular os pulmões, incentiva-se à primeira amamentação o mais rápido possível e o primeiro banho é dado pelos pais.

Fontes:

Bolsa de Mulher
Bebés Kazulo
Tua Saúde

Dica BLOGO:

  • Aproveite os meses que antecipam o momento de dar à luz, para tirar as suas dúvidas, de forma a conhecer todos os tipos de parto, bem como todas as suas vantagens e desvantagens.

Outros artigos que lhe poderão interessar