Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar

Afinal, como deve escolher o melhor protetor solar?

15 Junho 2018
0 comentários

O bom tempo chegou e é tempo de voltar a pôr os pés na areia e o corpo ao sol. Para que as férias e os dias de verão não tragam mazelas, é importante que escolha o melhor protetor solar para si.

Protetor solar do ano passado?

Tem um protetor solar que sobrou do ano passado e está a pensar utilizá-lo? Não é uma boa ideia!

Tal como outros produtos, os protetores solares também têm uma data de validade e é indispensável que a respeite.

O que deve ter em conta:

  • Em primeiro lugar, a data de validade do protetor solar é mostrada em número de meses, num pequeno ícone da embalagem;
  • Em segundo lugar, se o protetor esteve mais do que uma vez exposto de forma direta ao sol durante horas (na praia, no carro, em cima de uma mesa, etc), deve ser deitado fora;
  • Em terceiro lugar, se não tem a certeza se o seu protetor está válido, abra-o e veja se este contém grãos ou grumos, se tem um cheiro diferente e se tem um líquido separado do resto do creme. Se sim, deite fora!

Os riscos de usar um protetor solar fora da sua data de validade são os mesmos de que não usar protetor!

Como escolher o melhor protetor solar para a minha pele?

Existem diferentes tipos de protetores solares e diferentes coberturas.

Texturas e Tipos de Protetores

Entre os diferentes tipos de protetores, pode encontrar:

  • os cremes,
  • os sprays,
  • os leites ou loções,
  • os óleos,
  • e os sticks.

O tipo de protetor solar a escolher vai depender do formato que é mais confortável de utilizar para si e da zona de aplicação. Quanto maior a zona de aplicação (pernas, costas, braços, face), mais a textura deve ser fluida, como um creme, loção ou óleo.

Nesse sentido se a zona onde pretende aplicar o protetor for uma zona mais frágil, como os lábios, nariz ou a zona à volta dos olhos, deverá escolher um protetor em formato stick.

Contudo, mais do que uma preocupação com a textura e tipo do protetor solar, o importante é que seja um protetor com o índice ideal para a sua pele.

Que índice escolher?

O SPF é um índice que consta em todas as embalagens de protetor solares e que corresponde ao nível de proteção contra os raios UVB. Os UVB são o tipo de raio mais perigoso, pois queimam a epiderme, provocam escaldões e são responsáveis de muitos cancros de pele.

Os raios UVA são também perigosos e o protetor solar que escolher, deve também protegê-lo contra eles. Estes raios penetram na derme e provocam a destruição das fibras de colagénio.

De acordo com os regulamentos europeus, os protetores solares devem garantir uma proteção UVA pelo menos igual a um terço da proteção UVB. Por exemplo, para um índice de proteção de 30 para os raios UVB, a proteção contra os raios UVA deverá ser de pelo menos 10.

A escolha do índice SPF vai depender do seu tipo de pele, em geral, quanto mais clara for a pele (fototipo 1), maior deverá ser o índice de proteção.

Existem 4 categorias principais de protetores solares de acordo com o índice SPF:

  • Baixa proteção: SPF de 6 ou 10
  • Proteção média: SPF 15, 20 ou 25
  • Alta proteção: SPF 30 ou 50
  • Proteção muito alta: SPF 50+

Conheça o seu tipo de pele para protegê-la

Para escolher o melhor protetor solar para si, é importante que faça um diagnóstico da pele. A fim de descobrir o fototipo da sua pele, poderá consultar um dermatologista e/ou uma farmácia.

Existem também alguns sites de marcas de cuidados de pele e solares que permitem fazer um diagnóstico online. Contudo, essa análise não dispensa a validação de um especialista.

Em resumo, eis os diferentes fototipos de pele:

Protetor solar com proteção muito alta SPF 50+:

  • Fototipo 0: pele que queima muito facilmente e que nunca deve ser exposta ao sol (albinos ou pessoas sem melanócitos).
  • Fototipo 1: pele muito branca, sardas que aparecem rapidamente em caso de exposição, queima facilmente ao sol e nunca bronzeia.

Protetor solar com proteção muito alta ou alta:

  • Fototipo 2: pele muito branca, sardas castanhas-claras que aparecem ao sol, queima facilmente e bronzeia levemente.
  • Fototipo 3: pele clara a média, poucas ou nenhumas sardas, queima moderadamente e bronzeia de forma gradual.

Protetor solar com proteção média ou alta:

  • Fototipo 4: pele média, sem sardas, queima pouco e bronzeia sempre bem.

Protetor Solar com baixa proteção ou média:

  • Fototipo 5: pele média a escura, pigmentada de forma natural, raramente queima e bronzeia muito.
  • Fototipo 6: pele escura ou muito escura, raramente queima.

Conclusão

Escolher um protetor solar que é adaptado à sua pele é essencial para evitar queimaduras, lesões e irritações de pele.

Lembre-se sempre que se optar por um protetor solar à prova de água, isso não significa que não deve voltar a pôr protetor ao sair da água.

Além de ser necessário escolher um protetor solar que se adeque à sua pele, é também importante escolher protetores que tenham na sua composição o menor número de componentes químicos como oxibenzona ou o octissalato. Opte por protetores solares minerais, sobretudo se estes forem usados por bebés e pessoas de pele sensível.

Fontes:

e-konomista
Sapo.pt
Rebento
Nit

Dica BLOGO:

Nunca é demais lembrar que a exposição solar de forma direta nas horas de maior calor (12h – 16h) deve ser evitada. O protetor solar deve ser usado sempre que estiver exposto ao sol de alguma forma, e não apenas na praia!

Outros artigos que lhe poderão interessar