Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar

Frio: o que provoca na nossa saúde?

6 Dezembro 2018
0 comentários

Chegou o frio e, como tal, esta altura do ano pede roupa mais quente para enfrentar a descida de temperatura. Questão ainda mais importante no que toca às crianças e idosos – mais vulneráveis aos potenciais efeitos do frio.

Mas quais são esses efeitos e como podemos contorná-los melhor ou, idealmente, evitá-los?

Com reage o corpo ao frio?

É comum dizer-se que o frio nos faz adoecer. No entanto, não é bem assim:

O frio pode enfraquecer o nosso corpo, mas não é o causador direto da doença.

Quando exposto a temperatura mais baixa, o corpo sente, desde logo, necessidade de se proteger e de se aquecer. O que acaba por acontecer é que, ao tentar aquecer, o corpo perde alguma da sua capacidade de defesa, isto é, diminui as suas defesas naturais.

Desta forma, o sistema imunitário fica mais fraco e ficamos mais susceptíveis à ação do vírus e das bactérias. Esta susceptibilidade é particularmente maior em alguém que tenha uma doença crónica ou incapacitante e nos públicos mais sensíveis como as crianças e idosos.

O corpo consegue lidar com as habituais diferenças de temperatura ao longo do tempo: seja pelo ciclo menstrual, alteração com a idade, medicação, etc, mas é com as diferenças drásticas de temperatura e repentinas que o nosso corpo mais tem dificuldade em fazer frente.

Como enfrentar o frio?

Se sente arrepios de frio está na hora de se agasalhar. Essa é uma reação do corpo para gerar mais calor. Para evitarmos estar mais susceptíveis a adoecer e desconfortos associados ao frio temos algumas estratégias a que podemos recorrer.

Roupa
A forma mais imediata e evidente é a roupa que vestimos.

  • Usar roupa quente e de manga comprida;
  • Apostar em várias camadas de roupa;
  • Ter um bom casaco para aquecer o corpo;
  • Usar luvas, cachecóis e gorros.

Quando temos frio, uma das reações de defesa do corpo é precisamente centrar a circulação sanguínea nos principais órgãos do corpo, como o cérebro e o coração, pelo que as nossas extremidades, mãos, nariz e pés tendem a ficar mais frios.

Comida e hidratação
Apostar em comida quente e reconfortante também é uma excelente ajuda. Visto que no inverno temos tendência a ter mais fome porque o corpo sente necessidade de acumular mais gordura para enfrentar o frio, é essencial comer bem.

Também é fundamental hidratar também muito bem a pele. Com o frio, a nossa pele tem tendência a ficar menos hidratada e mais ressequida.

Em suma, dias frios significam que é hora de nos acautelarmos, de modo a ajudar o nosso corpo a melhor reagir ao frio e evitando assim os já muito conhecidos danos na nossa saúde, durante a época fria.

Prevenção

Tal como em tantos outros aspetos, a prevenção é a sua maior aliada para ultrapassar a época do frio com mais saúde e conforto. Ter um bom plano de saúde e que seja adequado às suas necessidades, não é só algo a ter em conta no momento de lidar com doenças, mas também no momento de se prevenir.

O Seguro LOGO Saúde, não só inclui serviços de tratamento, médicos e profissionais que o vão ajudar em momentos de doença, mas também inclui serviços de bem-estar como medicinas complementares, nutricionistas e healthclubs que são aliados potentes para enfrentar com mais saúde a época do frio.

Fontes:

IASAÚDE
Tua Saúde
Direção-Geral da Saúde

Dica BLOGO:

Para evitar as temperaturas baixas tendemos a ficar mais tempo em lugares fechados, com pouca circulação de ar, o que favorece a proliferação de vírus e bactérias. Nesse sentido, evite espaços lotados e nos quais não haja nenhuma circulação de ar.

Outros artigos que lhe poderão interessar

Seguro Vida