Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar
alergias

Primavera a chegar, alergias no ar

14 Junho 2016
0 comentários

Esta é a época do ano que muitos desejam, sendo que para outros é altura de espirros e muitos lenços. Se este é o seu caso, veja como pode reduzir a exposição ao pólen e quais os fatores que influenciam o seu mal-estar:

1) Janelas do carro fechadas

Se viaja de carro, ande de janelas fechadas de forma a evitar a entrada direta do pólen. Prefira a “chauffage” ou mesmo o ar condicionado – lembre-se que deve ter os filtros de ar limpos.

2) Consulte com frequência as informações sobre o nível de pólen no ar

Consulte frequentemente o Boletim Polínico (informação semanal sobre a concentração de pólen nas várias regiões de Portugal disponibilizada pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica) bem como as previsões climatéricas. Com esta mesma informação deve ter em conta o arejamento da sua casa, sendo que em dias de maior incidência de pólen e maior intensidade de vento, este pode espalhar-se pela casa e tornar-se incomodativo. Ao fazê-lo deve privilegiar o período noturno onde a concentração de pólen é, por norma, mais baixa.

3) Limpe os filtros do ar condicionado

Se tem ar condicionado instalado em sua casa, tenha atenção à limpeza dos filtros, pois com o tempo, o pó vai-se acumulando e, inevitavelmente, o ar condicionado perde eficiência. O mesmo deve acontecer no seu local de trabalho.

4) Ar puro precisa-se

Pondere a aquisição de um purificador de ar para a sua casa, além de lhe garantir uma melhor qualidade do ar, recolhe o pólen suspenso que entra em casa.

5) Evite locais de grande concentração de pólen

Evite passear no campo e principalmente deve evitar a prática do campismo, é literalmente estar no território do ‘inimigo’.

6) Consulte um especialista

Marque uma consulta com o seu médico, explique-lhe os seus sintomas, caso seja o melhor para si, este pode receitar anti-histamínicos.

7) A solução pode passar por vacinas

Em casos mais graves, a solução pode passar pela administração de vacinas antialérgicas, sendo que numa consulta com um especialista este indicar-lhe-á a melhor solução.

8) A água é um bom aliado

Deve lavar frequentemente as mãos e cara, refrescando, com água limpa, o nariz e olhos.

9) Limpeza da sua casa

Deve limpar frequentemente a sua casa. Evite as vassouras e dê primazia a aspiradores com filtros potentes, preferencialmente de água, para evitar que as poeiras se voltem a espalhar.

10) Use proteções

Proteja os olhos com óculos de sol e, em dias de muito pólen no ar,deve usar uma máscara para respirar que tape a boca e o nariz.

11) Evite exercício físico no exterior

Prive-se de fazer exercício físico no exterior para não desencadear uma crise mais grave. Caso o faça, escolha locais com baixo índice de pólen no ar como as praias.

12) A roupa também deve merecer a sua atenção

Não deve secar a roupa no exterior em dias de grande concentração de pólen, pela mesma razão, e deve trocar de roupa assim que chega a casa. Ao andar na rua é natural que muito do pólen se aloje nos tecidos das roupas.

13) Evite a jardinagem

Mantenha-se afastado de atividades de jardinagem nesta altura do ano, pode não parecer óbvio, mas mesmo ao regar umas plantas em casa pode despoletar uma crise.

Dica BLOGO:

  • A automedicação não é aconselhada. Se sente algum sintoma alérgico tal como lacrimejo, inflamação da mucosa nasal, espirros frequentes, fadiga e cansaço, irritabilidade, dor de cabeça ou dificuldade em dormir, fale com o seu médico e marque uma consulta de alergologia.

Outros artigos que lhe poderão interessar