Atenção! Este site usa cookies. Ao navegar no site está a permitir a sua utilização! Saiba mais.Fechar

Os problemas mais comuns de quem treina frequentemente

10 Maio 2018
0 comentários

O exercício físico é essencial para ter uma vida ativa e saudável. No entanto, se treina com frequência, poderá desenvolver alguns problemas físicos e/ou até algumas dores.

O treino regular leva a que o corpo sinta desconfortos e choques frequentes; no entanto, não devem ser motivo de desmotivação! Dores musculares, cãibras ou dor nas costas são problemas físicos comuns e que, sabendo lidar com eles, são facilmente ultrapassados.

Os problemas mais comuns de quem faz exercício físico regular

Dores musculares

Um bom aquecimento e alongamento, uma dieta equilibrada, e uma hidratação… estas são algumas das dicas a seguir para evitar as tão comuns dores musculares durante e depois do treino.

É importante começar a atividade física de forma gradual. As células musculares começam a aquecer e a preparar-se para se contrair de forma cada vez mais intensa, enquanto os ligamentos (junção entre os ossos e os músculos) – se tornam mais elásticos, estando assim as articulações prontas para absorver os choques.

Dito isto, é essencial que o corpo se “organize” e se prepare para aguentar o exercício físico sem lesões nem dores posteriores.

Outra forma de lidar com as dores musculares, é manter-se hidratado antes, durante e depois da prática do exercício físico. Para produzir energia e eliminar o desperdício calórico, as células precisam de água.

E claro, tal como o aquecimento é importante o retorno à calma, desempenha também um papel determinante para a prevenção de dores musculares. Diminuir progressivamente a atividade muscular é essencial!

Cãibras

As cãibras são outros dos problemas mais comuns de quem treina frequentemente. A cãibra pode-se manifestar em quatro fases diferentes do treino:

  • Aquecimento;
  • No início do exercício, quando os músculos começam a ser mobilizados e fortemente solicitados;
  • No final do treino, quando o corpo já sente uma certa fadiga;
  • Durante o alongamento ou recuperação, até algumas horas após o exercício, e muitas durante a noite.

Os fatores que provocam as cãibras podem ser várias. Alguns exemplos das causas mais comuns são:

  • Desidratação;
  • A perda de sódio e de sais minerais através do suor, se esta não for compensada;
  • O uso de equipamentos inadequados para o exercício físico, como sapatos de desporto mal compensados para a estrutura corporal da pessoa, um cabo de raquete demasiado pequeno, um peso demasiado pesado para a força superior da pessoa, etc;
  • Qualquer movimento repetitivo, realizado em más condições (com mau equipamento ou uma má técnica).

Para além destes fatores, a falta de aquecimento ou um alongamento insuficiente antes do esforço físico, podem também levar a uma maior predominância de cãibras.

A chamada “Dor de Burro”

É um dos maiores inimigos de quem faz exercício físico! Esta dor lateral, conhecida como “dor de burro”, pode ocorrer durante uma corrida ou durante um “sprint” ou durante um exercício físico realizado de forma repetitiva.

A “dor de burro” ou dor lateral é uma dor aguda e brutal, frequentemente associada a um desconforto respiratório, que ocorre durante o esforço físico.

A sua causa é relativamente desconhecida, mas uma das causas normalmente apontadas para esta dor é uma cãibra ao nível do diafragma, devido à fraca dinâmica respiratória.

O diafragma é o músculo que fica abaixo da caixa torácica. Aliás, é a sua contração que garante a entrada de ar nos pulmões, permitindo a respiração. Uma das formas para parar esta dor, é parando ou diminuindo o esforço físico e começar a respirar de forma lenta e profunda. Hidrate-se também em pequenas quantidades.

A dor deve começar a desaparecer assim que o esforço parar. Logo que parar ou nos minutos que se seguem, após algumas respirações profundas e expirações, irá sentir melhorias!

Acima de tudo, nenhum destes problemas deve ser confundido com dores persistentes. Uma vez que dores persistentes podem ser de origem cardíaca, vascular, pulmonar ou digestiva, nesses casos deve consultar um profissional de saúde.

Fontes:

Vida ativa
Visão
Sapo
Jornal de Notícias

Dica BLOGO:

Inicie a prática desportiva de forma gradual. Não tente fazer exercícios demasiado exigentes e complexos: com pequenos passos e com prática regular, irá lá chegar!

Outros artigos que lhe poderão interessar

Seguro Vida